sábado, 25 de maio de 2013

Moranga na capital do feijão vai para o livro dos récordes

Hoje dia 25/05, o dia do Trabalhador rural, nossa equipe de reportagem foi até a localidade de Glória, onde fomos informados através de uma carta, enviada a três meses, de que um produtor rural colheu uma abóbora de 119 kg. 
Mas que Bá, pur azar nosso fuque da redação tava cum pobrema na Cebolinha, e por bem, dicidimo encostá o bicho véio na Uficina do Déco! Mais tava cheeeeeeeia hóme, tinha a Camioneta do Gilnei, mais uns carro do super mercado Pinheiro, tava apurado o indio veio. Por bem, decidimo então, levá na oficina du Madona! mas que bá denovo... puis não é que u home não sabia mexer cum mecânica de fuque! diz ele que é muito cumpricada, e informo que um tchô feróiz na mecânica volkswagen, era o tar de Rudio! ja disse prele, fuja loco... mais que depressa, levemo o arto da imprensa nesse tar irmão do Raúr, i ele por sorte, está fazendo a parte elétrica do Barruan "apilido da nossa condução".
Com todo este transtorno, matutamos em como chegar ao Glória, para cobrir esta matéria, e não teve outra sulução! convoquemos o taxi 24 hras do popular "Véio Orlando". Antes fomos até o posto de saúde Salomão Paes para tomar uma dose da vacina Antitetânica, mais não obtivemos êxito e demos com os peito na cerca. Por bem dicidimo, imbarcá assim memo, e se larguemo po Glória, onde fomos parar na propriedade do senhor G. tives, que não quis se identificar.

 Ao chegar já demos de cara com a abóbra im riba duma mesa, tava im isposição a baguá véia: 




Ao lado dela tava uma piquininha pra deboxá memo. Logo que a nutícia se espaiô, us técnico da Epagri foram se aprochegando tambem:



Severiano, Técnico em Agropecuária da Epagri, ficou renegado com u tamanho da baita, e prigunto para o senhor G.Tives, como ele conseguiu chegar a esse resurtado? 
-Puis bem, na realidade esse prantio era pa trais da minha patente, e essa moranga deu no baraço que tava bem imbaixo do cagadô. afirmou o produtor faceiro que nem o muiséisinho quando tomava uns gole.

Depois do Técnico, outro automóvel chegou no local:



Era um carro da Fazenda M.W.H.F.G.E.M.U.P "marcos werner hortifruitigranjeiro e mais um poco", que também veio prestigiar o ocorrido:


o proprietário e reprodutor, Marcos Werner parabenizou o produtor do Glória pela bela colheita e contou de um sonho que teve com o pai do Tóxão. depois disso, comprou a produção e deu um cheque pra 97 dias.

Mais facero que o Nirdo quando chega um na pecuária dele, o agricultor do Glória carregou seus 150 kg de produção no auto do Fazendeiro, e foi pra praça tomar uma e comprar uma galinha assada do Vardo Bugio!

Pra encerrar a matéria, chegamos cansados da viagem, pagamos a corrida e decidimos comprar um muleque do Hélio Mutreta!



Mais não tinha mais muleque, afirmou Hélio: "- um tchô levô tudo meu istoque", indignados fomos investigar e achamos este cidadão que se declarou culpado.



U êis da Pâmela, afirmou adquirir o lote de aminduim de Mutreta para guentar o chasco da noite no primero dia da festa do pinhão! com sua namorada nova diz que a coisa anda feia: "- Tenho necissitado de afrodisíacos mais do que nunca, e nenhum se compara aos muleques do Helio."



Daqui encerramos nossa transmissão, vos falou o repórter kiakiakia com oferecimento de Bar do Adãosinho,Juro que Aqui seu dinheiro gira!

3 comentários:

  1. Não quero me identificar25 de maio de 2013 16:10

    Até aqui nas Lages tá em falta o muleque!

    ResponderExcluir
  2. VIVENDO E APRENDENDO. HOJE QUE FIQUEI SABENDO O SIGNIFICADO DA PALAVRA "COM BOSTAGEM" TÃO FALADA PELO PESSOAL DA EPAGRI KKKKKKKKKKKKKKK. O NÃO IDENTIFICADO AGRICULTOR DO GLÓRIA, O 'HOME' DA MORANGA DEVE TER FEITO PRODUÇÃO USANDO TÃO SOMENTE "COM BOSTAGEM"...KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  3. O home acabou cus muleque da região serrana!!!

    ResponderExcluir